Nintendo diz que geração do Switch pode durar mais que 6 anos

Se o Wii U teve vida curta, sendo substituído logo após fazer quatro anos, o Switch deve compensar a rápida existência de seu antecessor e durar mais que o típico ciclo de 5 ou 6 anos. Pelo menos esse é o plano da Nintendo, de acordo com o diretor Shigeru Miyamoto.

Durante uma apresentação para investidores, Miyamoto comentou que a Nintendo espera que o Switch seja bem sucedido por um longo tempo devido às suas características inovadoras de aparelho híbrido, mistura de console e portátil.

“Quando você pensa sobre o que pode ser feito com o Nintendo Switch como um dispositivo que pode ser levado para fora de casa e que cada pessoa tem em suas mãos para jogar, você percebe que tem muitos recursos que não estão disponíveis em nenhum outro hardware até o momento”, comentou Miyamoto. “A Nintendo também possui um sistema no qual os desenvolvedores de software se concentrem nessas características de hardware em seus esforços de desenvolvimento para a continuação do negócio da Nintendo Switch”.

“Até agora, o ciclo de vida do hardware tende a durar cerca de cinco ou seis anos, mas seria muito interessante se pudéssemos prolongar esse ciclo de vida, e acho que você deveria estar ansioso por isso”, completou o criador de Mario.

Aparelhos portáteis tendem a ter ciclos mais longos no mercado, como é o caso do Nintendo 3DS, que vai completar sete anos no mês que vem. A favor da longevidade do Switch, também há o fato do console ser um enorme sucesso comercial, tendo superado o Wii U em vendas com menos de um ano de existência.

Na mesma apresentação para investidores, Miyamoto comentou que a Nintendo vislumbra mais de um Switch por domicílio, com cada pessoa tendo o seu, ao invés de ser um único console para toda a família. Este plano pode ser estimulado com o lançamento de muitos jogos que tenham multiplayer local, com conexão direta entre os Switch.

TTT